sexta-feira, 13 de abril de 2012

DESINFLANDO...

Eu tive um sonho, um sonho acordada, neste sonho eu era o balão que sustenta um dirigível que assim como o famoso zepelim vai entrar logo em combustão se não desinflar rs. Éh minha gente, o que um peso não faz com a gente néh...eu nunca fiz um post aqui no meu blog pra fins de avaliar ou me colocar sob julgamento da minha condição adiposa, e ao contrário do que você possa deduzir, hoje tambem não vai ser o dia.
Mas sim, quero falar de mim um pouco, desse meu lado gorduroso e transgênico kk. Toda essa lenga lenga é para dar profundidade de leveza ao tema que por sí só já é muito pesado, deve estar como de costume entre os 125 a 130, apesar de que sinceramente tenho me sentido bem acima disso, mesmo sem me pesar. Agora a pouco, enquanto comentava no blog de uma amiga e seguidora que resolveu blogar seus sentimentos de gordinha a procura da batida perfeita, eu, talvez até inspirada nisso resolvi fazer este post com direito a uma borda bem crocante do que ando fazendo para resolver essa minha pequena insatisfação do momento.
Sim, do momento, pois graças a ozzy e a minha alta alta estima e ego, sou uma criatura grandona que adora o que vê no espelho. Eu me amo!, mas ultimamente não vou negar que ando com raiva de mim e da minha condição de menos favorecida financeiramente que não me permite manter meu superpeso normal, ou seja, sem condições para fazer uma feira e compra de dispensa decente, entramos nos processados e frituras que por serem mais baratos nos permitia refeições atrativas para nosso filho e fim de carreira para nós, sem contar sucos artificiais 90% sódio e refrigerecos tarde e noite de sexta a domingo, tudo pra ir dando aquela enganada até podermos refazer nossa rotina alimentar e financeira. Só que essa aparente tapa de buraco abriu uma cratera no nosso organismo e expandiu o que era para ser reduzido, nosso estômago. Inflamos!
Eu sinto que já perdi muito, não sei dizer se peso ou medida, porque minhas roupas não estavam fechando em mim e agora até algumas que mesmo antes não serviam já entram ainda com alguma dificuldade. Mas o lance aqui não é o sobrepeso (até porque sobrepeso eu sempre tive e não me importo com isso), o que me irritou foi minha condição física diante de um morrico que é a subida da rua da minha casa e até as retas da vida. Estou sofrendo até para dar passadas mais largas...ofegante, cardiacamente palpitante e com uma dor lombar desgraçada...eita vida de supergordo nada agradável viu. Como eu disse, sempre fui gorda, grandalhona, espalhada dentro de mim mesma rs, mas ao passo que sou tranks com meu peso sou uma ditadora em não aceitar nenhum grande peso a mais do que já tenho, então começei a desacelerar e preferir ficar sem comer algo além de feijão e arroz a botar salsicha, tickens, batata frita e rolar no refrigerante de qualidade duvidosa.
Eu que mesmo gostando de cachorro quento tomo muito cuidado com esse lance de ficar comendo salsicha a rodo (cancerigeno) achei que veio em boa hora a oportunidade de poder voltar a comprar o básico das coisas que mantenho na dispensa, afim de voltar a fazer refeições mais legais pra gente. Eu que já prestava muita atenção em rótulos de composição das coisas tornei isso um hábito indispensável para qualquer coisinha que vá comprar e elegi minhas tres escalas de prioridade, tudo pra mim agora tem de ter o mínimo de sódio, de açucar e de gordura (principalmente trans), antes era mais ligada só ná dieta do Rico, ou seja, olhava só quantidade de cálcio essas coisas que criança precisa para crescer legal e prevenir anemia. Agora fiz um ajuntado de coisinhas e estou de olho. Percebi que estava sentindo estufamento até com refrigerante e muita azia com coisa atoa, provavelmente em decorrencia do que relatei aqui. Vamos ver no que dá, se não melhorar, pelo menos não piora, até eu restabelecer minha rotina e meu financeiro por completo e voltar a fazer minhas comidinhas supersaudáveis.


PRONTO FALEI: E você, presta atenção no que a sua rotina influi no seu corpo ? tem hábito de ler e comparar rótulos e composições? acha importante ? Comenta aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta mas não inventa!