quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

CANSEI DE SER LESADA !

Hoje comecei a valer de meus direitos, estou cançada de ser tratada como quem "pede, suplica por favor" quando na verdade estou pagando por serviços prestados. E eu sou a maioria da população, que se revolta calada (ou no máximo se revolta na hora e local e deixa pra lá) e não faz nada quando vê seus direitos de clientes, pacientes, passageiros, consumidores feridos, mas isso foi até agora. Apartir de hoje e porque hoje ??? Porque eu, como a maioria só toma como gota d'agua quando isso atinge pessoas que amamos mais que a nós mesmos, neste caso, meu filho, por isso posso dizer que, da maioria que Cede, eu passo a fazer parte agora da minoria que Age e a poucos minutos comecei a fazer valer meus direitos.
Tá foda, o descaso para com o próximo está mais que passando da conta, se mata por qualquer coisa, ninguém vale mais nada, é ironia, frase robotizada, sorrizinhos do tipo "pode gritar, não vai resolver", "me processa" coisas e leis como a do desacato pregados nos locais onde trabalham os servidores publicos, favorecendo como sempre quem não deveria, enquanto quem precisa e muitas vezes reage com revolta ao tratamento que recebe acaba saindo algemado no lugar de quem na verdade foi desumano.

Mas porque adentrei este post tão irada com isso ? Simples, estou cançada de ver as pessoas se lixando uma para as outras e a situação que anda acontecendo comigo levará você a pelo menos pensar se não é justo minha indignação. Semana passada levei meu filho as pressas no hospital público de urgencia aqui da minha cidade pois já a muito tempo ele vem reclamando de dor no umbigo, até então esporadicamente e nesse mesmo periodo desde sua primeira reclamação, venho tentando descobrir o que ele tem. Como não tenho convenio a situação se limita a implorar para os médicos do posto para atentarem a essa reclamação do meu filho e até mesmo na urgencia, sempre acabam tratando o caso como parasitose e prescrevendo medicações para vermes, etc, o que não resolveu e já deveria a muito tempo ter afastado deles essa idéia, já que a dor não passa e não passa também a má vontade dos médicos, que acabam sempre voltando-se para este diagnostico sem aprofundar.

Com isso, meu filho começou apresentar uma piora nesse quadro e as dores foram se prolongando, aparecendo com mais frequencia e com elas minha preocupação com isso que já não era pouca passou do nivel 2 para alerta total. Comecei a pensar em apendicite, hernia de umbigo, pesquisar na internet, mas para qualquer diagnostico possivel demandava exames especificos e melhor conduzidos, o que retornando e insistindo com os médicos do posto não tive nada além de uma lista de exames do tipo "pra calar sua boca" solicitados, pois tão logo veio essa crise de dor abdnominal no meu filho, em consulta veio também a explicação médica de que os exames solicitados de nada valiam para o tipo de situação relatada, ou seja, foi somente um jeito do médico se ver livre de mim na consulta (medico novo, paciente velho, mãe corre-atras, caso indefinido, medico do tipo que só quer garantir o dele...resumindo..."lista cala boca", ou seja, pediu os exames só pra se ver livre de mim, já que neste dia fui no posto decidida que ninguém me jogaria pra escanteio como sempre faziam.

Na urgencia, acabei esbarrando e sendo destinada a uma boa alma (e tomara ozzy que seja mesmo, afinal foi a primeira vez que passamos por essa médica e estou muito confiante que seja ela a escolhida pelo destino para olhar pelo meu filho e por sua saúde) que tão logo ouviu o relato do motivo que me levara alí naquele dia, e examinando meu filho por vez, solicitou uma bateria de exames pois sua suspeita não seria somente da ação de uma verminose que estaria causando aquelas dores no meu filho, pois identificando anemia profunda nele me questionou sobre isso e logo relatei sobre essa anemia de hemoglobina baixa e taxa de ferro alta que nunca melhora e que os medicos sempre recorrem a uma solução que aparenta não resolver, sulfato ferroso, ferromaltose...enfim...a médica então solicitou essa bateria de exames e mais que me recomendou que caso tivesse possibilidade os fizesse com urgencia e até mesmo particular pois teria urgencia em ver esses resultados e que era pra eu tentar retornar a ela já com os exames na proxima terça feira (isso ontem, dia 06/12/2011), único dia que ela atende no local por sinal.

Com isso, corri e arrumei dinheiro onde não tinha para providenciar os exames, pois o fato dela ter me solicitado dessa forma me deixou apreensiva e me deu a entender que algo sério estava acontecendo. No segundo dia após passar pela médica já levei meu filho para fazer os exames procurando um laboratório particular para isso (instituto hermes pardini) e até aí, mal sabia que o transtorno estava para começar. Pois bem, feito a coleta, marcaram a entrega dos exames para dia 05/12/2011 as 11:00, fato que me deixou dentro da preocupação que me encontrava mais otimista, uma vez que a medica atenderia no dia seguinte e assim tudo correria bem.
O problema é que não correu. Chegou o dia do resultado e a maioria dos exames já estavam prontos e liberados pela internet desde o sábado da mesma semana que fiz os exames, só faltava um, o mais importante da lista para a médica, por conter anexo um gráfico, decisivo no diagnostico segundo ela e que pra variar e pela falta de compromisso do laboratório não veio junto com os outros resultados (coisa que segundo a atendente da unidade não deveria ocorrer, pois segundo a mesma, este exame é complemento do que estava em minhas mãos e só são entregues juntos,coisa que a todo momento que ligo na unidade me é repetida e me faz refletir numa incompetencia maior ainda, pois se todos os exames só são e podem ser liberados juntos, como me entregaram os mesmos deixando pendente este sem sequer notarem isso, uma vez que foi eu a notar a falta dele ao conferir na entrega dos exames, se todos estavam no envelope e questioná-los, para só apartir daí se darem conta e começarem essas alegações) e que pela falta deste que se denomina decisivo comecei a viver uma sucessão de transtornos.
Como se não bastasse a apreensão em que me encontro para saber o que meu filho tem, ainda estou vivendo o terror de não ter o resultado do exame que define isso nas minhas mãos. A todo momento que ligo (precisamente desde o momento da busca dos resultados) são repetitivos e robotizados e me tratam com aquele descaso disfarçado em preocupação em resolver as coisas, coisas que toda empresa que está pouco se lixando pro cliente faz. É sempre a mesma coisa, dizem que não sabem o motivo pelo qual o exame não chegou no malote do dia e que estão ligando naquele momento para resolver, outrora dizem que já ligaram, que o malote já esta seguindo para a unidade e que assim que o exame chegar na unidade me ligarão para buscá-lo, me dizem tudo, menos o que deveriam e fazem de tudo para me esconder o possivel sumiço ou provavel não execução do exame (está mais que subentendido) e que provavelmente terão de colher o sangue do meu filho de novo (coisa que eu espero não ouvir, pois caso se proceda juro que processo por todos os danos possiveis e impossiveis essa porcaria de laboratório por tudo que estão causando diretamente a mim e a meu filho).
Nessa tarde mesmo tendo sido prometido retorno, foi eu novamente a "correr atraz" e ligar para saber a que par estava a situação e foi frustante sentir que não saíram do lugar para resolver meu caso. Diante da forma como me foi passado, só conseguir dizer que estarei lá amanha no local e que diante de uma não solução estou pronta para registrar um boletim de ocorrencia na policia e é o que farei caso não tenha o resultado do exame em mãos, pois estão me tratando como se minha indignação fosse em vão e pior, não fosse dar em nada...EU QUERO O RESULTADO DO EXAME DO MEU FILHO, É MEU DIREITO, PAGUEI POR ELES, PERFURARAM MEU FILHO E COLHERAM O SANGUE DELE PRA ISSO, não vou passar por esse descaso e seguir como se isso não significasse nada...cansei de ser lesada, CHEGA!
E pra provar isso a vocês e a mim mesma, vou deixar aqui abaixo o link da minha reclamação no site RECLAME AQUI! (site de visualização gigantesca que se não queima a imagem de empresas irresponsaveis como esta pela quantidade de reclamações descritas por lá, disponibiliza pelo menos a possibilidade da gente botar a boca no trombone e não deixar que outras pessoas passem pelo que estamos passando).

PRONTO, FALEI: Errado é a empresa que fere o direito do consumidor e pensa que ficará impune a isso, ignorando e fazendo descaso com o sofrimento alheiro. Errado também é quem acha que uma reclamação num blog, num site, um comentario sobre insatisfação em algum lugar virtual ficará só nisso. Hoje a internet tem proporções gigantescas de acesso e chega mais rápido ao conhecimento de todos que noticia ruim no ouvido de parente fofoqueiro...fazendo assim muito mais efeito que uma ida num procon da vida ou morrendo numa fila de forum e eu que decidi valer meus direitos,já postei minha reclamação e compartilhei em todas redes sociais onde tenho perfil, pois assim todos poderão compartilhar da minha indignação.Desculpa o tamanho do texto, ele reflete minha necessidade de expressão e revolta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta mas não inventa!