quarta-feira, 27 de julho de 2011

Prefiro morrer a envelhecer...


Cara, está cada dia mais difícil envelhecer nesse país com um pouco mais de dignidade e reconhecimento. Me lembro de quando respeito aos mais velhos ainda era algo de muito significado e peso na vida da gente, as pessoas queriam envelhecer logo para ter esse "poder" e sabedoria nas decisões e serem ouvidos.

Ainda ontem estava aqui homenageando minha vozinha querida e lamentando sua morte, apesar dela ter partido já com idade um pouco avançada, a gente sempre deseja que pessoas assim vivam quase que eternamente, mas vendo o mundo como vai hoje, assistindo notícias como aquela de hoje dos velhinhos maltratados, maltrapilhos, mal cuidados em estado lamentável, deplorável e num total desespero, anseando por um socorro em pleno local onde deveriam estar sendo bem cuidados, alimentados e acarinhados, aliás de um local tão pertinho de mim, fico imaginando se as energias que a levaram desse mundo, não a estariam poupando de ver ou viver esse tipo de sofrimento.

Fiquei pensando que as pessoas fazem planos quase inatingiveis de carreira, sonhando alto com tudo na vida, amor, dinheiro, e tão pouco pensam nessa fase da vida, a velhice..no muito que pensam é de ter logo seus filhos e tratarem eles com todo o carinho e amor como se fosse uma poupança esperando resgatar todo amor e preocupação investida como retorno de sua dedicação numa hora propicia, a hora em que até o controle do próprio corpo escapa pelas mãos.

O governo como em todas as outras áreas vergonhosas e capengas de nosso país, ignora a real situação dos idosos no nosso país fazendo com que a população tenha a falsa impressão de que tudo está melhor, mas o pobre que envelhece vira um velho sem direitos, doente e sem nenhuma condição mínima e justa para "descansar" dos anos a fio de trabalho árduo. Então, toda aquela pompa, vagas em assentos de viagens, transporte público, aposentadoria (essa eu nem vou comentar...) resguardadas sob o direito dos idosos entre outros "benefícios" concedidos como forma de dizer que damos valor aos nossos idosos e agradecemos a suas existencias caem por terra, pois o que vemos diante dos olhos é o que nos faz tremer, só de pensar em envelhecer.

Assistindo o noticiario que dava conta e cabo de mais um asilo clandestino onde velhinhos suplicaram que findasse aquele sofrimento, meu filho de 4 anos em sua fase de porques intermináveis me veio com essa : "mamãe, porque a gente tem de ficar velho, a gente não pode morrer não?" Diante da pergunta escabrosa entendi que o sentido que ele procurava alí seria a incoerencia da gente sofrer a vida toda imaginando que a velhice virá como aquele pote de ouro que fica do outro lado do arco-iris e no final descobrir que pra pegar o pote, teremos de acreditar que ele possivelmente se encontra do outro lado da vida. Abaixo o vídeo que indigna, assista e se revolte também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta mas não inventa!